"A Professora"

Curso regular ou livre. Infraestrutura. Localização. Metodologia. Mensalidades. Organização.Todos esses fatores são importantes na escolha de uma escola de dança?

Sim!


Porém, se tornam insignificantes perto do item mais importante: 
"A Professora"

Não basta ter uma excelente formação, ter dançado aqui, ali, lá; 
ter mil anos de experiência em dança.
Se ela não souber dar aula e não entender da estrutura corporal...
Esqueça!

Se ela não compreende que cada aluna é única e tem seu tempo de aprendizagem... 
Esqueça!

Se ela se gaba achando que suas alunas jamais a alcançarão... 
Esqueça!

Se ela estimula a rivalidade em sala de aula...
Esqueça!

Se ela tem sua preferida e não acompanha o desenvolvimento das demais...
Esqueça!

Pode até parecer que não, mas isso acontece bastante, chega a ser comum em muitas escolas de dança :((

Uma professora de ballet, geralmente é diferente das demais professoras de outras danças. Ela estudou desde pequena, passou por mil professores extremamente rígidos, sofreu um bocado e com isso tem em mente que o ballet é a dança da perfeição.
Perfeição existe?
Não!

Nem a melhor bailarina dentre todas é perfeita. Sendo assim, não existe a tão esperada Perfeição.

Porém...
Nada de entrar nessa neura de sentir-se a piores do mundo ou inferior a amiga, isso só fará que o desanimo invada as aulas e atrapalhe o desenvolvimento.

Tudo isso pode se agravar quando uma professora exige brilhantismo de quem não tem corpo e nem desenvolvimento para isso. Ou afrouxa na técnica porque não vai perder tempo com quem não conseguirá fazer o que "ela" quer.
Não existe justificativa para essas situações. Uma boa professora vai ensinar o ballet da melhor maneira possível, respeitando o tempo de cada aluna. Ensinará a técnica, sem descuidar da pedagogia. Terá sensibilidade para lidar com mulheres que quiseram ser bailarinas na infância e hoje tem de lidar com suas próprias limitações. Olhará cada aluna como única, entenderá o seu tempo e suas habilidades.

Outra coisa muito importante:
Uma boa professora sabe o quanto é importante para suas alunas dançarem feito bailarinas. Não facilitando as coreografias, mas também não exige o que não poderá ser feito. Entende o encanto que existe em vestir um tuttu e amarrar as fitas da sapatilhas e a fascinação de dançar no palco.

Precisa se sentir-se bailarina, que pode aprender sim, seja qual for sua idade.
Nada é tão importante quanto a alegria de estar no palco e que somos limitadas.

Ninguém é tão perfeito. 
Porque a perfeição só existe em Jesus.
Devemos nos sentir iluminadas por ele e feliz por sermos bailarinas.
E se sua professora não faz você se sentir assim, repense se está no lugar certo!

Beijos com carinho... Sissa