"Qual é a melhor Sapatilha de Ponta ?"

Não existe uma sapatilha de ponta que seja ideal para todas as bailarinas, a melhor sapatilha depende das características próprias dos pés, da força muscular e da experiência que a bailarina tem para dançar nas pontas. Assim, a sapatilha que sua amiga ou sua professora achar que seja a melhor pra ela, pode ser que não seja pra vc. E se uma bailarina profissional usa determinada sapatilha isso não significa que aquela sapatilha seja melhor do que as outras.
A escolha errada de uma sapatilha, além de prejudicar a bailarina tecnicamente , pode levar a sobrecargas nos músculos e articulações e provocar lesões. O mau alinhamento do corpo devido ao uso de uma sapatilha inadequada pode gerar sobrecargas não apenas nos pés, mas também nos joelhos, quadris e coluna. E sempre que uma bailarina estiver se queixando de uma dor nestes lugares deve ser pensado se a sapatilha que ela está usando está adequada.

*********************************************************************************

O Pé da Bailarina *

O pé possui um arco natural que pode ser maior ou menor de acordo com a pessoa. Quando o arco é maior, o pé é chamado de cavo, e quando o arco é menor ele é chamado de plano. Bailarina com o pé cavo tende a ter maior flexibilidade do pé, facilitando o exercício na ponta e de modo geral apresentam um colo mais acentuado do que aquelas que tem pés planos.
Os pés podem ainda serem do tipo egípcio, grego ou quadrado. Pés egípcios são aqueles em que o dedão é maior que todos os outros dedos, pés gregos apresentam o segundo dedo maior do que os demais e o pé quadrado apresenta os três dedos aproximadamente do mesmo tamanho. Além disso, os pés quadrados tendem ser mais largos e com menor mobilidade na região metatarsiana, e os pés gregos e egípcios tendem ser mais estreitos e com maior mobilidade neste local.

**********************************************************************************

Técnica *

Antes de mais nada, é importante entender que os exercícios de ponta devem ser feitos de forma natural, não adianta subir na ponta e quando estiver na ponta dos pés não ser capaz de fazer nada. Assim no começo a bailarina deve usar uma sapatilha que seja fácil de subir e ficar na ponta.
Bailarinas mais experientes geralmente tem mais força no pé e maior facilidade para fazer os exercícios, podendo então trocar para sapatilhas mais exigentes tecnicamente. Tentar usar estas sapatilhas desde o começo, além de prejudicar as condições físicas das bailarinas, irá frustrá-las, uma vez que terão dificuldades mesmo para os exercícios mais básicos.

**********************************************************************************

Características das sapatilhas *

As principais características que as bailarinas devem levar em conta na escolha das sapatilhas são a altura da gáspea, a largura do BOX, a largura da forma e a rigidez da palmilha. Outras características como os tipos de costura e o formato do decote influenciam na estética da sapatilha, mas não devem ser os fatores prioritários da escolha.

**********************************************************************************

Altura da Gáspea e rigidez da palmilha *

Quanto mais alta for a gáspea e mais dura for a palmilha, maior a rigidez da sapatilha e mais força será necessário para subir na ponta e para realizar exercícios de elevè e relevèe, desta forma bailarinas iniciantes devem escolher sapatilhas de gáspea mais baixa e palmilha mais flexíveis. Bailarinas masis experientes podem escolher sapatilhas de gáspea mais alta ou mais baixa e palmilhas mais duras ou até mais flexíveis de acordo com o gosto pessoas e o estilo de dança que está sendo ensaiado ou apresentado. Danças que envolvem muitos saltos exigem maior flexibilidade da sapatilha, e danças como um pas - de- deux ou que apresentem muitos giros e movimentos mais lentos exigem sapatilhas mais rígidas e que sustentem melhor o pé.

**********************************************************************************

Largura do Box *

As sapatilhas podem ter palmilhasser mais largas ou mais estreitas e no box mais largos ou mais estreitos, e o uso de cada tipo de sapatilha deve depender do formato do pé da bailarina. O importante é que a sapatilha se adpte bem ao pé e a bailarina não sinta  o pé nem muito solto e nem muito apertado.

**********************************************************************************